terça-feira, 14 de junho de 2011

Em Belém, Roda de Carimbó e Arraiá Nativo, dia 26/06

 
Grupo de atividades culturais
Paranativo
 
 
Promove
 
   Roda de Carimbó
e
Arraiá Nativo
Mano tu é nosso cunvidadu!
espia só o qui temo.

Atrações
Grupo Pai d'égua     Grupo Amazônia  
Charme Caboclo              Grupo Brasileirinho
Associação Iaçá                Unidos do Paraíso
Parananin        Jurupari         Evaristo Melo      Murure           Sancari
 
  
 Rumo ao XV Fest Amizade, Ponta de Pedras, Marajó/PA.
Dias: 01,02 e 03/07/2011
   

Local: Rua Ájax de Oliveira, sede social Paraíso Tropical, Bengui.
Data: 26/06/2011
Hora: 11hs
Entrada: R$ 2,00 com direito ao bingo
Contato: Renato Sampaio :9993339/82205501/91947755 ,Clodoaldo Souza: 91773963/82277913
Venha e seja recebido com o delicioso banho de cheiro.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Nós da Poesia 2 será lançado este mês no Palácio das Arte/MG - 21/06 18h30



Caros amigos. A antologia Nós da Poesia 2, editada pelo IMEL com mais de 40 autores será lançado neste mês no terças poéticas 21/06 às 18h30. Vamos aquecer a entrada do inverno com poesia!



Horário: 21 junho 2011 de 18:30 a 21:00
Local: Palácio das Artes (Terças Poéticas) - Belo Horizonte/MG
Organizado por: Brenda Marques Pena

Descrição do evento:

Nós da Poesia 2 será lançado este mês no Palácio das Artes pelo Projeto Terças Poéticas
O livro teve o seu lançamento online no dia 21 de março, dia mundial da poesia e entrada do outono no hemisfério sul. O lançamento ao vivo, com performances poéticas será na entrada do inverno, quando poetas prometem aquecer esta estação mais fria do ano. Compartilhem conosco deste momento e divulgue para seus amigos. Vamos brindar a poesia, a paz, a solidariedade e nossos sonhos.
Vivemos em um tempo de estações indefinidas, devido aos contra-tempos de desastres naturais, muitos devido a irresponsabilidade dos próprios homens que não cuidam do Planeta. E é nesta hora que algumas palavras que são desejo comum dos poetas da antologia Nós da Poesia se fazem coro: solidariedade, paz e liberdade. Com estas palavras-atitudes, poderemos alcançar os sonhos de um mundo poético mais doce.Nós da Poesia Volume 2, reúne mais de 40 autores de várias partes do Brasil e de outros países da América Latina, em um livro de 120 páginas de diversidade de estilos poéticos, uma polifonia, que se faz um coro harmônico diante da desarmonia do individualismo, nos unimos em um coletivo de poetas.O custo do livro é de R$ 20,00. Quem compra colabora com atividades de incentivo à leitura e à produção literária, realizadas pelo Instituto Imersão Latina e mergulhará pelo universo poético de tantos autores latino-americanos.Clique aqui para adquirir o seu.

NÓS DA POESIA - VOLUME 2
Organizadora: Brenda Marques Pena (Instituto Imersão Latina)
Capa:Arte final: Beto Ferris
Ilustração: Iara Abreu 
Poemagem da contracapa: Jaak BosmansCaricatura de Luiz Lyrio: Bruno Grossi (Begê)
Revisão Bilá Bernardes,Darlan Tupinambá,Pâmilla Vilas Boas.
Projeto gráfico, editoração e impressão :  www.allprinteditora.com.brinfo@allprinteditora.com.br

(11) 2478-3413

sábado, 4 de junho de 2011

I Festa Junina Comunitária na Academia da Terceira Idade do Lago Norte - Brasília

Festa Junina Academia da Terceira Idade Lago Norte 2011 033 by Jonas Banhos
 Para ver mais fotos, clique na imagem acima.

Aconteceu dia 3/06, a Festa de São João Comunitário na Academia da Terceira Idade (ATI), localizada na QI 16 do Lago Norte. A organização ficou a cargo dos próprios frequentadores da Academia, que varreram, decoraram, fizeram fogueira e trouxeram comidinhas típicas da vovó, bem gostosas por sinal.

Já a música, veio dos carros que revezavam tocando muito forró e até o som das quadrilhas juninas de Roraima, que inspiraram os participantes a improvisar uma animada quadrilha ao redor da fogueira. Um detalhe interessante da Festa de rua, verdadeiramente popular, é que tudo aconteceu no mesmo espírito da Academia, ou seja, 0800. Além disso, foi tudo na paz e no amor, sem nenhum trabalho para a polícia e nem para os trabalhadores da limpeza pública, que, de passagem por lá,  também puderam  usufruir do arraiá.



Muit@s frequentadores da ATI aproveitaram para trazer seus filh@s & netos para apresentar aos amig@s-desportistas, o que tornou a festa bem familiar e alegre, atingindo seu verdadeiro sentido, que era o de realizar um momento de integração e de maior aproximação e intimidade das pessoas que diariamente frequentam a Academia Comunitária.

Estão de parabéns todos que participaram do evento e que mostraram, na prática, que para rir, dançar, conversar, comer, agir em coletividade e praticar esportes não tem idade, e que faz muito bem para o corpo e para a alma, bem ao espírito do mente sã, corpo sã.


Então, antes de mais nada, alongue-se, alegre-se e Viva a Vida, hoje, agora e sempre!!!








Quer ver mais fotos? Então acessa meu flickr clicando aqui ó:  Jonas Banhos . Em breve divulgo alguns vídeos também!!!Ah, deixa seu comentário lá, aqui e/ou acolá!!!


Anarriê!!!


Jonas Banhos
mochileirotuxaua.blogspot.com (relatos das minhas mochiladas culturais p/ comunidades ribeirinhas)
jonasbanhosap@gmail.com
twitter @jonasbanhos


video






SP: exposição fotográfica propões reflexões sobre o mundo dos sonhos - até 15/06


Mostra propõe reflexões sobre o mundo dos sonhos

Redação em 02/06/11

Dezesseis imagens coloridas, desenvolvidas pela técnica light paint, estão expostas no Sesi Vila Leopoldina, na mostra “Da meia-noite às seis”, da fotógrafa Flávia Gomes, que segue em cartaz até o dia 15 de junho, com entrada Catraca Livre.
A fotógrafa busca traduzir em imagens o mundo dos sonho, fazendo com que o espectador atinja uma reflexão sobre os assuntos cotidianos.
Divulgação
Flávia estudou técnicas fotográficas específicas em light paint
Light paint
A Light Painting é uma técnica fotográfica antiga, mas pouco difundida, que permite ao fotógrafo ser o “agente” da fotografia, iluminando apenas o que ele quer que seja visto e permitindo que sejam adicionados quantos objetos ele tenha escolhido para aparecer no resultado final.

Rondônia realizará Festival Amazônia Encena na Rua - de 18 a 24 de julho


Porto Velho (RO) - A prefeitura de Porto Velho, através da Fundação Cultural Iaripuna, está apoiando o festival "Amazônia Encena Na Rua", que vai acontecer de 18 a 24 de julho, no Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. De acordo com Berenice Simão, vice presidente da Fundação, este é um festival de teatro de rua e dança que pretende reunir 14 grupos de Teatro de Rua da Amazônia legal (RO, AC, AM, RR, AP, PA, TO, MT E MA) e 2 convidados das demais regiões e 16 grupos e companhias de dança de Porto Velho. "Vai ser uma oportunidade de mostrar os talentos que temos em nosso município, como também uma forma de promover o desenvolvimento de uma política cultural de ocupação dos espaços públicos urbanos. 

De acordo com o site O Imaginário Espaço de trocas e compartilhamento, o evento tem como foco desenvolver vários conceitos, entre eles a formação de público e mídia espontânea. No ano passado, através diversas redes sociais o festival atraiu a atenção de 400 mil pessoas. E teve um público presente de 42.500 pessoas.

Diferentes linguagens em 33 espetáculos serão apresentados para um público estimado de 20 mil espectadores. Serão oferecidas 3 oficinas, 1 Ciclo de Debates com duas rodas, capacitação e formação para os artistas, técnicos e a comunidade participante. Em cena a relação entre o Teatro, o Público e a Cidade, aulas espetáculos, apresentações, demonstração de trabalhos de grupos.
Por: Meiry Santos/ Fotos: O Imaginário

São Paulo realiza Marcha das Vagabundas - 04/06 - 14h

''Marcha das Vagabundas'' ganha versão brasileira na avenida Paulista neste sábado

Do UOL Notícias
Em São Paulo
A partir das 14h deste sábado (4), São Paulo recebe a versão brasileira da "Slut Walk", ou “Marcha das Vagabundas”, em português. O movimento começou no Canadá e já foi reproduzido em mais de dez cidades americanas e outros 19 países. Trata-se de modo de protestar contra o pensamento de que vítimas de violência sexual podem ser as principais responsáveis por esses crimes.

Marcha das ''Vagabundas'', no Canadá

Foto 1 de 10 - Mulheres participam da Marcha das "Vagabundas" (SlutWalk, em inglês), em Boston, nos Estados Unidos, no último dia 7 de maio; ter sugerido as estudantes deveriam evitar se vestir como "vagabundas" para não serem vítimas de assédio sexual Mais Josh Reynolds/AP
A primeira marcha aconteceu em abril deste ano, depois que um policial de Toronto argumentou que as mulheres deveriam evitar se vestir como “vagabundas” para não se tornarem alvo de estupro. A declaração, que aconteceu durante uma palestra sobre segurança em uma universidade, causou revolta entre as mulheres, e assim elas decidiram protestar.
Vestidas com roupas curtas, mais de 2.000 mulheres foram às ruas com cartazes que diziam “não diga como devemos nos vestir, diga aos homens para não estuprar”, ou “é meu corpo e faço o que quero com ele”.  A mesma marcha se multiplicou e ganhou destaque em países como França e Estados Unidos.
Na página do evento no Facebook, as organizadoras postam que “não é culpa dos nossos vestidos, salto alto, regatas, saias e afins que todos os dias mulheres são desrespeitadas e agredidas sexualmente, isso é culpa do machismo”. Mais de 5.000 pessoas já confirmaram presença pela página da rede social.
Serviço:
Quando: sábado (4/6)
Onde: Praça dos Ciclistas, na avenida Paulista (São Paulo)
Horário: Das 14h às 17h